Roçadeira a Gasolina – Como Escolher a Potência da sua Roçadeira

Esse é o segundo artigo da nossa série que vêm para facilitar sua vida na hora de escolher sua roçadeira!

Se você não leu o primeiro, que trata sobre os tipos de roçadeiras presentes no mercado, basta acessar clicando aqui.

Pois bem, é muito importante que você tenha em mente qual o trabalho que vai ser desempenhado, na hora de escolher a potência de sua roçadeira a gasolina. Ou seja, qual o tipo de vegetação que você pretende cortar.

Para facilitar o entendimento e padronizar a explicação, separamos as potências em cilindradas, que explicando de uma maneira simplista é quanto de combustível cabe dentro do pistão. Ou seja, quanto maior a cilindrada, maior a potência.

Bom, então vamos lá:

Roçadeiras a Gasolina com Cerca de 26cc

Colocamos “cerca de 26cc” pois no mercado encontramos variações, entre 25cc e 29cc. Porém o mais comum são as 26cc. Essas potências são encontradas nos modelos iniciais de cada marca, ou seja, as roçadeiras para o uso um pouco mais leve.
Nesse caso, o uso da roçadeira é indicado para trabalhos em gramados e capins sem muito volume. Não quer dizer que, com uma lâmina, a roçadeira não “aguente”, porém se ela for exposta à esse uso continuamente, todo o sistema será forçado, podendo desgastar antes da hora e levar até mesmo à quebra.

Roçadeiras a Gasolina de 33cc

Aplicando o mesmo racional de cima, pode ser um pouco mais ou um pouco menos de cilindradas, porém, para fins de explicação, é a faixa média de potência das marcas.

Essas roçadeiras são as mais equilibradas. Sua relação Peso x Potência é excelente!

São indicadas para uso um pouco mais pesado, podendo ter aplicação em capim, mato, braquiária (nomes dependem da região).

Roçadeiras a Gasolina com 43cc ou Acima

São os equipamentos mais potentes de cada marca. Normalmente as roçadeiras de uso profissional (vide artigo Tipos de Roçadeiras) iniciam com 43cc.

Com o uso de lâminas, pode-se cortar até pequenas árvores que estão nascendo (tomando como base a grossura de um cabo de vassoura, por exemplo), sem maiores esforços. Para quem precisa de trabalho pesado, roçadeiras a partir de 43cc são as ideais.

Roçadeiras 4 Tempos

 Ainda são, de uma maneira geral, pouco utilizadas. De qualquer maneira, achamos por bem reservar um espaço para essas roçadeiras.

As potências podem ser classificadas conforme acima, porém as diferenças são as mesmas de motos 2 e 4 tempos. Longa história em curta, motores 4 tempos são mais silenciosos e gastam menos gasolina. Além de serem menos poluentes.

Aí você se pergunta: “Com todas essas vantagens, por que não usam motores 4 tempos em todas as roçadeiras?”

A resposta é simples, motores 2 tempos têm um torque muito maior, ou seja, têm mais força, pois a cilindrada é apenas um aspecto entre vários a serem observados para chegarmos na potência dos motores. Além disso, motores 2 tempos são mais “simples” em seu funcionamento, tornando a manutenção mais fácil e barata.

Então é isso, e como já sabe, se tiver alguma dúvida, pode comentar abaixo ou entrar em nossa loja e falar com um de nossos atendentes.

Até o próximo artigo!

27 Comments

  1. daniel 10 de junho de 2015 Reply
  2. Darcio 24 de setembro de 2015 Reply
  3. Darcio 24 de setembro de 2015 Reply
  4. jose ucho 12 de novembro de 2015 Reply
  5. Márcia Sousa 28 de novembro de 2015 Reply
    • Blog do Empório 2 de dezembro de 2015 Reply
    • Carlos 16 de dezembro de 2015 Reply
  6. Marcio 23 de dezembro de 2015 Reply
  7. Marcelo 27 de dezembro de 2015 Reply
  8. NEI 2 de janeiro de 2016 Reply
  9. Renato 9 de janeiro de 2016 Reply
    • EVALDO FONSECA 14 de abril de 2017 Reply
  10. Flávio Alencar 7 de fevereiro de 2016 Reply
  11. auro nogueira nunes 15 de fevereiro de 2016 Reply
  12. Alessandro Mudesto de Faria 28 de março de 2016 Reply
  13. Renato 28 de março de 2016 Reply
    • celor 29 de abril de 2016 Reply
  14. Mauro 26 de abril de 2016 Reply
  15. allan 23 de agosto de 2016 Reply
  16. Sandro Oliveira 21 de setembro de 2016 Reply
  17. Wanilson 20 de outubro de 2016 Reply
  18. Wanilson 20 de outubro de 2016 Reply
  19. Gabriel 1 de novembro de 2016 Reply
  20. Silvana Helena Teixeira 29 de abril de 2017 Reply
  21. Reginaldo 17 de maio de 2017 Reply
  22. Artur Neves 13 de julho de 2017 Reply
  23. Marco 4 de agosto de 2017 Reply

Faça seu Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *